sexta-feira, 1 de dezembro de 2017

Meditação

NO ATO DA MEDITAÇÃO, SINTONIZE O MAIS ALTO, O UNIVERSO, POR EXEMPLO. DEIXE FLUIR PELO CHACKRA CORONÁRIO, AS ENERGIAS PURAS DO SEU PENSAR E SENTIR. FIQUE ASSIM, POR UNS MOMENTOS, ATÉ SENTIR, AS SUBLIMES ENERGIAS SUTIS DO UNIVERSO E DE DEUS. FAÇA ISSO TODO DIA, CONVERSE EM SILÊNCIO, COM DEUS E COM A NATUREZA. DEIXE FLUIR AS ENERGIAS DIVINAS, PELO SEU CORPO, INTEGRALMENTE.


Método pelo qual a pessoa se concentra 
cada vez mais em cada vez menos.

E, iniciando não só por diminuir a quantidade de pensamentos, mas abrir espaço entre eles, ao mesmo tempo, paradoxalmente, permanecer atento. Não visa conhecimento intelectual, mas o conhecimento pessoal. As práticas são feitas com orientação a sair de seu modo ativo, voltado para o exterior e linear, e entrar num modo receptivo e tranquilo, onde a atenção se volta para dentro. É um procedimento que permite à pessoa investigar o processo da sua própria consciência e das suas experiências, descobrindo assim as qualidades mais básicas e fundamentais da sua existência como uma realidade íntima. É o ato de desligar esses estímulos externos que preparam o sistema nervoso para lutar ou fugir (sistema nervoso simpático) e de atentar para os estímulos até então inconscientes que estavam reduzidos a um mínimo uso (sistema nervoso parassimpático)

Meditação não é uma coisa sisuda, triste, uma religião, oração ou prece ou até mesmo concentração, uma filosofia ou uma que prática que “exige” algo

Mas podemos considerar que meditação é: um estado de espírito simples vivência do estado natural da mente vivências, envolve técnicas específicas, inclui estado alterado de consciência, exploração e focalização das

dimensões internas, envolve transcendência do ego.

A primeira chave da meditação é em essência o treinamento sistemático da atenção! Esse treino deixa um registro no refinamento da atenção para a vida diária. A cada dia você estará mais consciente de si mesmo e de suas palavras, atos e ações. Possibilitando assim… mudanças, ajustes, tempo para pensar escolher o que melhor falar e impedir a reatividade mental que indisciplina a vida de qualquer ser humano.

A segunda chave poderíamos dizer da firmeza na atenção. Quando a plenitude da nossa atenção é cultivada com um coração aberto, agradecido e terno, nossa vida espiritual crescerá naturalmente, porque estaremos alinhados com o fluxo da vida.

A terceira chave podemos dizer que é a respiração. Ela sempre está aqui e agora, ela representa o movimento da nossa mente. Observar a respiração fluindo naturalmente aprenderemos sobre o fluxo da energia divina dentro de nós. Podemos observar contrações, apegos, rejeições, resistências, aberturas.

A arte da meditação é o método mais antigo para tranquilizar a mente e relaxar o corpo.

Um dos efeitos mais importantes é proporcionar ao corpo um relaxamento profundo enquanto a mente se mantém alerta, porém, calma. Este é o famoso estado “zen” porém…em última análise, para que a meditação realmente sirva à nossa busca de integração pessoal, deve caminhar de mãos dadas com uma orientação espiritual segura e uma disciplina de vida permanente.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Grata pelo contato.
Responderei brevemente.
Fraternos Abraços