segunda-feira, 29 de maio de 2017

Reflexão


Me envergo, me curvo, sinto a conexão com a Grande Mãe. 

O cheiro da Terra Molhada penetra no meu corpo, me acaricia, me aconchega.. 

Ao descobrir dentro do meu ser a divindade feminina, percebi-me Filha da Terra... 

Encontrei um aconchego dentro do vazio e notei-me sagrada. 

Parei de anular o que Eu Sou e despertei em meu Ser uma mulher sem medo de si, mas buscadora de seus instintos... 

Parei de colocar o meu poder nas mãos dos outros e fiz eu a minha própria caça e caçadora. 

Achei em meio aos Caos; o Equilíbrio e conseguir ver que EU SOU a responsável pelos meus atos... 

Minhas irmãs não são mais o motivo da minha competição ou revolta, eis que elas passaram a ser o meu espelho que reflete meus erros e acertos, meu lado luz e sombra. 

Também parei de esconder que Eu Mulher de Mim, tenho meu lado escuro, como uma Floresta desconhecida, só conhecerei e não mais temerei quando decidir entrar para conhece-la. 

E a partir daí, o lado sombrio tornou-se um aliado e não mais meu inimigo. 

Despertei para o Feminino quando consegui enxergar que dentro de mim há o Sagrado e nos salões da minha alma uma deusa baila de mãos dadas comigo... 

Por Carol Shanti

Amor, Luz e Paz

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Grata pelo contato.
Responderei brevemente.
Fraternos Abraços