sexta-feira, 5 de agosto de 2016

Entenda a relação entre introspecção e autoconhecimento


 Algumas pessoas acreditam que não podem – ou não querem – mudar. Mas esse padrão de pensamento nada mais é que do que fruto de mais uma crença. Para quem não quer mudar, porque do jeito que tudo está o faz feliz, continue assim; mas para quem deseja muito mudar, seja em qualquer área ou situação de sua vida, é preciso estar aberto a correr riscos, a ser flexível.

Você já percebeu que as pessoas rígidas são as que mais sofrem com seu modo de ser? A rigidez mental é uma das formas mais corriqueiras de atrair sofrimento. Pessoas que estão presas a hábitos e padrões de pensamentos rígidos como, “Só eu sei como as coisas são ou devem ser feitas”, devem se perguntar: “Será que sei mesmo?” Quem é rígido não evolui e quem não evolui fica paralisado, parado, acomodado, e para nos transformarmos em pessoas melhores, temos de começar a mudar por dentro.

Acreditar que não podemos mudar é ignorar a capacidade que todos nós temos de crescer. Será que lá no fundo você não acredita nem um pouquinho em sua capacidade? Sempre é possível mudar a maneira de pensar, destruindo antigas convicções até o momento inflexíveis e tornado-se uma pessoa aberta a novos pensamentos, crenças, valores, comportamentos, enfim, realizando pequenas mudanças diárias e aproximando-se cada vez mais de quem você é em sua essência. Ou seja, ser simplesmente você mesmo, sem máscaras, manipulações, projeções. Livre de tudo que aprisiona e faz sofrer! Utopia? Não, realidade!

Pare neste momento com seu papel de vitima, pensando ou dizendo que não consegue. Você pode conseguir tudo o que quiser, mas é preciso estar atento às fantasias, expectativas, ilusões, pois isso sim nos causa frustração. Quando negamos a realidade ou ficamos esperando que as pessoas e situações sejam como esperamos, só conseguimos obter sofrimento.

Comece sentindo-se responsável por tudo que acontece ao seu redor. Se não está se sentindo bem, feliz, identifique tudo que colabora para sua tristeza e sofrimento. E decida neste momento mudar seu padrão de pensamento, transforme tudo que é negativo dentro de você em positivo, transforme sua tristeza em alegria. Você pode pensar; “mas não depende só de mim”, ou “mas ele me fez isso”, seja qual for o “mas”, transforme e mude o que depende exclusivamente de você.

Para que você se sinta feliz, é preciso mesmo que alguém faça aquilo que esperava? Por que não alimentar-se com seus próprios recursos? Por que esperar que a solução venha de fora? Por que culpar os pais, o mundo, seja quem for, por seu sofrimento? Culpar os outros, buscando sempre um bode expiatório para tudo que acontece na vida, principalmente as coisas ruins, na verdade, é fugir da responsabilidade de sua própria vida e consequente melhora. 

(Fonte:http://www2.uol.com.br) 

Fraternos Abraços



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Grata pelo contato.
Responderei brevemente.
Fraternos Abraços