sexta-feira, 14 de julho de 2017

Fibromialgia


A Fibromialgia ainda não é totalmente compreendida.

Como podemos tratar essa condição de forma natural.

Trata-se de uma doença que causa uma forte dor muscular crônica.

Muitas vezes, esse sintoma é acompanhado de cansaço e fadiga.

No entanto, os sintomas variam muito de cliente para cliente.

Acredita-se que este seja o motivo pelo qual a medicina ainda tenha dificuldades em definir e compreender a doença.

Além de tudo, geralmente, a vítima da Fibromialgia tem sérios distúrbios emocionais, como ansiedade e depressão.

Afeta de 3 a 5% da população mundial e pode atingir crianças também, o que é bem comum.

As mulheres são mais propensas a sofrer desse mal do que os homens.

Infelizmente, muitas vezes os sintomas dessa condição são crônicos e, variam muito, o que dificulta o diagnóstico.

No entanto, o sintoma mais comum é uma intensa dor e desconforto em várias partes do corpo.

Quando a doença for confirmada, deve-se passar por um tratamento médico para aliviar as dores e terapia para os problemas emocionais.

Para você entender melhor como são esses sintomas que definem a Fibromialgia:

1. Dor muscular:
dor nos músculos, ligamentos e tendões é um dos sintomas que caracterizam esta doença.

2. Exaustão e cansaço em excesso: clientes com reclamam de cansaço extremo.

3. Músculos contraídos: os músculos vão se sentir cansados e contraídos, da mesma forma como nos sentimos quando estamos gripados.

4. Queimação na pele: um dos piores sintomas dessa condição.

5. Dificuldade de concentração: alguns pacientes passam por isso nas atividades mais simples do dia a dia.

6. Distúrbios do sono: muita insônia ou sonos interrompidos por dores ou pesadelos.

7. Dificuldade exercício: geralmente, os pacientes sofrem muita dor e fadiga ao realizar atividades físicas. Para eles, é praticamente impossível subir uma escada.

8. Intestino irritável: entre 40 e 70% dos clientes sofrem de problemas intestinais, como a síndrome do intestino irritável, estômago inchado, diarreia, gases e náuseas.

9. Dores de cabeça e mandíbula:
é outro sintoma que pode ocorrer se você sofre desta doença.

Infelizmente, os sintomas não param por aqui.

Há outros sintomas que se desenvolvem em alguns clientes, como:

Congestão nasal constante;
Bexiga irritável;
Falta de ar;
Pulsação intensa e irregular;
Tontura;
Menstruação dolorosa;
Boca e olhos secos;
Sensibilidade a certos cheiros, alimentos ou ruídos altos;
Transpiração excessiva;
Perda de equilíbrio;
Membros inchados.

Ainda não se sabe ao certo as causas dessa doença, mas se suspeita de alguns fatores, como:

Depressão e ansiedade;
Desequilíbrio hormonal;
Má alimentação 
(Recomenda-se que você evite 
o consumo excessivo de açúcar refinado, 
farinha e leite, se você sofre desta doença);
Carência de vitamina D.

Tratar a Fibromialgia não é nada fácil, pois é uma doença que engloba várias condições.

Por isso, você deve procurar um profissional.

O tratamento, sem os cuidados devidos, pode melhorar alguns sintomas e piorar outros.

A única coisa que você pode fazer só e com segurança, é cuidar para que sua dieta seja mais saudável.

REMÉDIOS CASEIROS PARA FIBROMIALGIA

1. Suco de laranja e couve

INGREDIENTES:

1 copo de suco puro de laranja;
2 folhas de couve.

MODO DE PREPARO:

Bater todos os ingredientes no liquidificador 
e tomar a seguir, sem coar.

Recomenda-se tomar este suco duas vezes ao dia, 
uma em jejum e outra ao final da tarde.

Este remédio caseiro deve ser tomado diariamente e, em aproximadamente 1 mês, a pessoa se sentirá melhor.

Uma boa dica é, ao sair, 
levar as folhas de couve lavadas 
e picadas dentro de um saquinho e, 
quando for a uma lanchonete ou a um restaurante, 
pedir para batê-las com o suco puro de laranja.


2. Chá de tomilho e gengibre

INGREDIENTES: 

1 colher (sopa) de tomilho seco ou fresco; 
1 colher (sopa) de gengibre ralado;
2 xícaras de água.

MODO DE PREPARO:

Coloque a água para ferver em fogo alto;
Quando começar a borbulhar, 
adicione o gengibre 
e cozinhe por três minutos em fogo baixo.
Perto de desligar o fogo, 
adicione o tomilho, 
tampe a panela e retire do fogão.
Deixe o chá esfriar por dez minutos.
Coe e beba.

Consuma duas xícaras por dia.
Uma antes do almoço e outra antes de ir dormir.

Se for hipertenso(a), faça sem o gengibre.

Estimo Melhoras

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Grata pelo contato.
Responderei brevemente.
Fraternos Abraços