quinta-feira, 8 de maio de 2014

Autoconhecimento


“Qualquer coisa terá sobre você o poder da credibilidade que der.” (J. C. Alarcon)

Acreditar é semelhante a mover o poder de si para si,ou de si para algo ou alguém.Esse poder se expande e realiza suas materializações,inicialmente,quando a consciência vive profundamente este axioma:‘qualquer coisa terá sobre mim o poder da credibilidade que eu der’.

Existe,porém,uma permanente impressão psicológica dizendo o contrário,negando e confundindo a sua mente.Tal como um véu sobre a percepção,o ego traz sempre uma impressão contrária a sua capacidade de vivenciar o bem,o bom e o belo.

Ele diz:‘cuidado,tenha juízo,não acredite em tudo,tenha pouca fé em suas próprias afirmações positivas e nunca dê credibilidade às afirmações alheias,pois quem o faz é tolo, leso e louco’.

Ou,então,ele faz eclodir em sua mente a memória de todas as cargas negativas,vividas em contrariedades,para comprovar:‘está vendo?Aconteceu o pior de novo,é mais fácil acontecer o pior e não tem o que afirmar de melhor’.

Você nunca se detém a refletir nessa impressão psicológica,não a compreende como um opositor habitando sua mente.O ego é uma estrutura psíquica de defesa,feita para alertar, defender e agredir a tudo o que se lhe opõe.Por isso é chamado Opositor.

O excesso de autodefesa o torna pessimista,territorial,dominante,agressivo e infeliz. Conhecer a linha tênue entre o equilíbrio do ego e seus excessos é autoconhecimento.

O autoconhecimento é um bisturi afiado que separa o conhecimento da ilusão do conhecimento sobre si mesmo.Essa ilusão é como um véu,impedindo a pessoa de discernir no que acreditar.O autoconhecimento evita que a mente confunda desejo,crença e credibilidade.

Por isso o ego diz:‘se acreditar realizasse alguma coisa,eu acreditaria em ser saudável, iluminado,belo e rico e pronto,isso já estaria realizado.Bem ao contrário,quanto mais eu rezo,mais assombrações me aparecem’.

Isso é desejo,não é o poder da credibilidade.Então,a sua credibilidade passa a reforçar todas as crenças opostas ao seu equilíbrio.Como se livrar disso?

Em vez de desejar que tudo e todos satisfaçam seus desejos,em vez de querer que nada ou ninguém lhe contrarie,busque a paz interior através das práticas do autoconhecimento.

O mais laborioso exercício diário é vigiar o seu ego batendo de frente com outro ego,sem refletir turbulências.Quando a sua mente se depara com um Opositor,observe. Imediatamente o seu Opositor entra em cena para brigar,exigindo que tudo seja de acordo com o que você sente,pensa e quer.

Se no momento do embate ou debate,você se lembrar disso,respirar e se acalmar, imediatamente você elimina o reflexo no espelho.Enquanto você aceitar o círculo vicioso dos Opositores,e isso se chama espelhismo,sua vida prosseguirá aos trancos e barrancos.

Se você acreditar nesse exercício – lembrar,respirar,se acalmar e nunca mergulhar na energia de um Opositor,seja seu ou de outra pessoa – você passa a manifestar o poder da forma correta.

O autoconhecimento é essencial em todas as áreas da sua vida familiar,afetiva,sexual, profissional,financeira,espiritual.Ele é o trilho por onde corre o seu poder interior,inclusive para desafiar a lei da gravidade,como o rapaz da foto,se você acreditar nisso.A mente sem peso,a mente no infinito vazio sempre foi o poder buscado e demonstrado por alguns mestres.

Quando o poder interior é manifestado corretamente,sem raiva,sem mágoa,sem revide – ele começa a se mover para o equilíbrio.Então,tudo o que você precisa começa a se manifestar. Eu disse tudo o que você precisa.Eu não disse tudo o que você deseja.

Se você veio a este mundo e não precisa levitar,será perda de tempo desejar.E assim serão todas as coisas que você não precisa para cumprir a sua missão.A missão de todos é edificar primeiramente o alicerce do seu autoconhecimento.


(Por Nilsa Alarcon*www.facebook.com/padraohumi)

Amor,Luz e Paz

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Grata pelo contato.
Responderei brevemente.
Fraternos Abraços