sábado, 30 de maio de 2015

Tudo bem...


Tudo bem se eu perder o controle vez ou outra e não me preocupar se as palavras ditas estão agradáveis aos ouvidos dos outros...
Tudo bem se por ventura eu virar as costas e for embora sem me despedir,talvez a despedida já havia acontecido em pequenas parcelas,mas lamentavelmente passou despercebida...
Tudo permanecerá bem,se em algum momento eu decidir ficar um pouco mais de tempo a sós comigo mesma,se eu quiser ouvir a voz da minha alma dizendo para onde deseja ir,e sutilmente segui-la...
Tudo bem se o espelho me atrair e eu simplesmente quiser olhar-me com calma,perceber que o tempo tem passado e as marcas estão escancaradas bem ali,no reflexo construído pelos anos a fins...
Ficará tudo bem se eu olhar em volta e por um curto momento me ver só,vulnerável,tendo que lutar por mim mesma e passar por um momento difícil sem ter mãos para me apoiar...
Eu sei que ficará tudo bem,ainda que meus pés estremeçam;ainda que minhas pernas percam a força de outrora;ainda que eu grite e não haja quem me escute;ainda que eu deseje uma solução imediata e ela não apareça;ainda que tudo desmorone e não faça mais sentido...
Ficará tudo bem porque é assim que a vida acontece,é assim que o casulo se rompe,e se o aprender vem com a dor,que venha ainda assim.Se preciso for,que se dê uma pausa,que se recolha os cacos pelo chão, seque-se as lágrimas,respire fundo e se repita à alma:“Vamos adiante.Aguente firme,tudo ficará bem!”
 

Ana Camila N. Wislocki

Fraternos Abraços

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Grata pelo contato.
Responderei brevemente.
Fraternos Abraços