quarta-feira, 26 de agosto de 2015

Ignorando os sinais

IGNORANDO OS SINAIS

"Me pergunto sempre a mesma coisa: Como pude me deixar usar por tanto tempo? Como pude ser tão cega?
Eu vi problemas desde o início. VI OS SINAIS! Mas ele sempre justificava os comportamentos usando a ex, que o destruiu, que acabou com sua autoestima, que era promíscua... 

Sempre fui meio mãezona. Quis cuidar dele, dar apoio, dar conforto.... Achei que uma hora daria tudo certo e ele reconheceria seus erros...que suportar edificaria nossa relacão e nossa família.... Eu não sabia nada sobre este tipo de transtorno...só depois do caldo derramado é que comecei a procurar respostas...


A princípio não quis acreditar, me culpei também por estar julgando meu "marido", quis acreditar que tudo não passava de uma invenção da minha cabeça. Retomei o contato, pois tinhamos ficado 3 meses sem NENHUMA comunicação. E me fez tão mal! Não mudou nada...é como você sempre diz aqui na página. Voltou com a mesma máscara, dizendo que estou muito mal amparada, que não estou entendo direito as coisas, que tudo que ele fez foi para proteger nossa família.... AGORA SEI BEM DO QUE SE TRATA.

Quanto mais leio, mais tenho certeza. NÃO VOU E NÃO POSSO CAIR DE NOVO.
Ainda não sei como vou continuar... Mas, apesar da solidão, das dúvidas, da amargura, dos pesares....estou viva! Eu estava morrendo em vida. Sempre fui alegre, calma, cercada de pessoas do bem.... Estava me tornando como ele. Amarga. Ressentida. ISSO NÃO SOU EU.

Tem razão: Acho que preciso mesmo confiar mais em Deus e no que ele quer que eu aprenda.
Sabe, no começo eu tinha medo de falar com as pessoas, minha mãe sobre meu relacionamento ruim, e as pessoas chegarem a conclusão de que eu sou a fruta podre. Hoje sei que essa condição familiar pode até ter sido a causa de eu ter aceitado tudo isso. Eu queria provar que poderia dar certo! Os sinais estavam TODOS na minha cara, e eu vi sim! É tudo tão confuso agora. Obrigada por me ouvir"

P.S.Texto extraído de uma conversa com a leitora que chamei de Vitória em outro post, e que luta diariamente para se manter distante do ex marido abusivo.

OBSERVE AS CARACTERÍSTICAS DE RELAÇÃO ABUSIVA CONTIDAS NO TEXTO:
*Indignação diante da constatação de ter permitido abuso.
*Narcisista em projeção do próprio comportamento na ex. Se vitimiza. Não assume responsabilidades. Gaslighting.
*A negação da vítima diante de sinais óbvios. Quer acreditar que encontrou o príncipe.
*A ideia irreal de força, de consertar através do amor. A mulher-mãe que cuida e tudo suporta.
*O sentimento de culpa e a confusão mental. Dissonância cognitiva.
*Vergonha dos outros, depressão e abandono das características pessoais. Isolamento.

Fraternos Abraços

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Grata pelo contato.
Responderei brevemente.
Fraternos Abraços