quarta-feira, 30 de setembro de 2015

Silenciar




Silenciar não é ficar sufocado, nem renunciar ao seu justo direito.
Sabe aquela estratégia fantástica da mente que cessa o radar e, por um tempo, deixa o problema solto, sem solução, por um tempo, repito, e apenas silencia e observa?
Num momento assim, a sabedoria cresce.
Você é capaz de perceber a sua mente funcionando como um radar, procurando soluções, respostas e a língua pronta para acionar o seu pensamento.
De repente, vem uma orientação interior para cessar esse radar por um tempo. 
Soltar. Largar. 
A filosofia zen chama a isso de “soltar para agarrar”… 
Tipo, soltar o problema para agarrar a solução. 
Posto que cesse a busca por um tempo, e apenas observe… 
Você espera, e no entanto, não alimenta expectativa. 
Algo brota em sua mente, você vê a saída, a melhor forma de se colocar, a decisão mais acertada. 
Quando se trata da mente, nada é fácil, porque exige treino. 
Se você encarar como uma brincadeira secreta, esse treinamento pode ser muito divertido - silenciar e observar. 
Isso vale para resolver questões que te incomodam e até para descobrir o que é mais importante resolver primeiro. 
Treine… 

Nilsa Alarcon e J. C. Alarcon

(fonte:www.facebook.com/padraohumi)

Saudações

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Grata pelo contato.
Responderei brevemente.
Fraternos Abraços