quinta-feira, 10 de março de 2016

Introspecção


Muitas pessoas dizem que quando,no casal,o interesse sexual se vai sobrou "apenas" a amizade.
Difícil uma única frase conter tantos erros!
Num casal,quase sempre o completo desinteresse sexual é determinado pelo fato de um dos dois ter acumulado grande volume de ressentimentos.
Nada causa maior desgaste e acúmulo de ressentimentos no casal do que o convívio com um parceiro que não para de criticar e fazer cobranças.
O acúmulo de ressentimentos subtrai as condições para que um casal seja natural e espontâneo ao conversar,propriedade essencial da amizade.
Penso na amizade como um tipo de relação até mesmo mais sofisticada do que o amor:alguém se torna muito especial em virtude das afinidades.
Nas amizades não existe a dependência que costumamos observar no amor.
O ciúme pode existir,mas em intensidade bastante mais aceitável.
Há diferenças marcantes entre amor e amizade,todas elas a favor dessa última: amigos não costumam desenvolver grande dependência emocional.
Entre amigos não existem cobranças e nem ressentimentos que não possam ser conversados e resolvidos: cada encontro provoca um enorme prazer.

Por Flávio Gikovate

Fraternos Abraços

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Grata pelo contato.
Responderei brevemente.
Fraternos Abraços