quinta-feira, 12 de julho de 2018

TOC * Transtorno Obsessivo Compulsivo

O transtorno obsessivo compulsivo caracteriza-se por dois tipos de manifestações: as obsessões ou idéias obsessivas e as compulsões ou rituais compulsivos.

As obsessões são idéias ou imagens que vem à mente do indivíduo independente de sua vontade repetidamente.

Embora a pessoa saiba que são idéias suas,sem sentido,não conseguem evitar de pensa-las.São idéias relacionadas a religião, duvidas, sexo, contaminação, etc.

As compulsões são atos ou rituais que o indivíduo se vê obrigado a executar para aliviar ou evitar as obsessões.Se a pessoa não executa o ato compulsivo, ela fica muito ansiosa.

Compulsões frequentes são lavar as mãos, verificar se a porta está trancada ou se a válvula do gás está fechada, contar ou falar silenciosamente. Tanto as obsessões como as compulsões, ocupam uma boa parte do tempo da pessoa, prejudicando o seu cotidiano.

Muitos portadores de TOC apresentam também outros transtornos, como fobia social, depressão, pânico, alcoolismo e drogas.

Alguns transtornos mentais como a tricotilomania (arrancar pelos ou cabelos), o distúrbio dimórfico do corpo (idéia fixa de que há um pequeno defeito no corpo) e a síndrome de tourette (síndrome dos tics) parecem estar relacionados ao TOC.

Para Freud, os pensamentos obsessivos e os rituais compulsivos (neurose obsessiva compulsiva), surgem como resposta inconsciente a determinados desejos que levam a um estado de ansiedade. Por mais desconfortáveis que sejam os sintomas da obsessão e da compulsão, eles seriam menos incômodos do que enfrentar conscientemente as razões do tormento psíquico.

O tratamento envolve a junção de medicamentos (psiquiátricos) e psicoterapia.

Cuide-se, 
VOCÊ é seu maior patrimônio!
Declarar-se enfermo psíquico não é vergonhoso, 
ao contrário, é um Ato De Amor Próprio!



Amorosamente,
Fernanda Tomaz

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Grata pelo contato.
Responderei brevemente.
Fraternos Abraços