quinta-feira, 29 de novembro de 2012

Propiedades do Ginkgo Biloba


Surgida há mais de 200 mil anos, na Era Paleozóica, a Ginkgo biloba é remanescente das ginkgoáceas e sobrevivente de uma flora extinta. Várias espécies originadas desta planta acabaram não resistindo às sucessivas e terríveis transformações enfrentadas pelo planeta e desapareceram totalmente. Além de uma impressionante resistência a infestações por insetos, bactérias e por alguns tipos de vírus e fungos que normalmente infectam as plantas, a Ginkgo biloba possui elevada tolerância à poluição urbana e industrial e às ações mutagênicas das radiações.Foi a única planta que sobreviveu à explosão da bomba atômica em Hiroshima.

A Ginkgo biloba tem as seguintes indicações:

- Tratamento de enxaqueca e cefaléia,especialmente aquelas agravadas pelo frio;

- Circulação arterial geral, principalmente cerebral e capilar, por sua ação vasoreguladora;

- Fadiga mental (memória débil, dificuldade de concentração e perda de memória);

- Cansaço e intensa debilidade muscular;

- Nos casos de piora motivada por umidade e calor;

- Quando ocorre melhora por repouso e oxigenação;

- Tendência à lateralidade esquerda (cefaléias, amigdalites). 



Entre as indicações clínicas fitoterápicas, estão:


- Tratamento e prevenção da degeneração e envelhecimento precoce da pele e do organismo;

- Insuficiências cérebro vasculares, diminuição da memória, vertigens,afecções neurosensoriais;

- Distúrbios vasoperiféricos, arteriopatias, deficiências vasomotoras e fragilidade capilar;

- Processos alérgicos em geral;

- Tratamento e prevenção do câncer e outras doenças degenerativas;

- Aumento de resistência às infeccões;

- Favorece a biossíntese do colágeno e elastina;

- Prevenção de rugas e flacidez, melhorando a elasticidade da pele;

- Inativação dos radicais livres;

- Evita a fadiga, depressão e os processos degenerativos em geral. 


Bençãos

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Grata pelo contato.
Responderei brevemente.
Fraternos Abraços