quarta-feira, 31 de dezembro de 2014

A paixão apegosa


“Sabe,o apego é como segurar com bastante força. 
Mas o amor genuíno é como segurar com muita gentileza,nutrindo,mas deixando que as coisas fluam.
Não é ficar preso com força.
Porém é muito difícil para as pessoas entenderem isso,porque elas pensam que quanto mais elas se agarram a alguém,mais isso demonstra que elas se importam com o outro.”

“Qualquer tipo de relacionamento no qual imaginamos que poderemos ser preenchidos pelo outro será certamente muito complicado.” 
Jetsuma Tenzin Palmo


  A paixão apegosa é o oposto de amor,surge de um egocentrismo que acarinha a si mesmo no outro,ou pior,busca construir a propria felicidade as expensas do outro. 
Esse tipo de sentimento só quer se apropriar das pessoas,objetos e situações que o atraem para ter controle. 
Considera a atração como uma característica inerente a pessoa,cujas qualidaddes amplia e subestima os defeitos.
  A paixão romantica é o maior exemplo de cegueira. 
O dicionário  define ”Um amor poderoso,exclusivo e obsessivo.Afetividade violenta que atrapalha o julgamento.” 
Ela é alimentada pelo exagero e pela ilusão e insiste em que as coisas sejam outras,diferentes de como realmente são. 
Como uma miragem,o objeto idealizado é insaciável e fundamentalmente frustrante.
”a atração sexual não é patológica,mas também não é uma emoção.É a expressão normal de um desejo, como a fome e a sede.”
 Mesmo assim faz surgir as mais poderosas emoções porque sua força deriva dos 5 sentidos:visão,tato, audicão,paladar e olfato. 
Na ausência de liberdade interior,qualquer experiência desse tipo gera apego e cria um redemoinho:não damos atenção,pensamos que podemos nadar ali sem problemas,mas quando o turbilhão acelera e fica mais profundo,somos sugados para dentro dele sem nenhuma esperanaça de resgate. 
Já a pessoa que consegue manter uma perfeita liberdade interior experimenta todas sensações na simplicidade do momento presente,com o deleite de uma mente livre de apegos e expectativas.
O amor verdadeiro é aquele que é livre de apegos,ser desapegado não significa amar menos e sim não estar centrado no amor por nós mesmos nos escondendo no amor que dizemos sentir pelo outro. 
O amor real é a alegria de compartilhar da vida daqueles que estão a nossa volta,seja eles seus amigos, familiares,esposa ou marido. 


“O apego é exatamente o oposto do amor.O amor diz: quero que sejas feliz.O apego diz:quero que me faças feliz.”  
Jetsuma Tenzin Palmo

(fonte:http://http://www.budavirtual.com.br)

Amor,Luz e Paz 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Grata pelo contato.
Responderei brevemente.
Fraternos Abraços