quinta-feira, 7 de fevereiro de 2013

Depressão*Ansiedade


Períodos de stress muito prolongados e ansiedade excessiva podem levar a estados de depressão mais ou menos severos.
Alguns estudos têm revelado que a atividade física regular ajuda a reduzir o stress, e os benefícios físicos e emocionais também ajudam a aliviar os sentimentos de impotência, exaustão e desespero que muitas vezes acompanham o estado depressivo.

A depressão e ansiedade podem ser causadas ​​por desequilíbrios químicos no cérebro, genética, ambiente em que se vive ou até uma situação que está a ocorrer na nossa vida. Por isso, é importante encontrar formas de saber lidar com estas situações, que podem acabar por limitar o nosso dia-a-dia.

Comece por determinar se tem alguns ou todos os sintomas comuns de depressão ou ansiedade. Sintomas de depressão incluem: pouco interesse em atividades normais, sentimentos de tristeza, episódios de choro, dificuldade em dormir, dificuldade de concentração, alterações de peso, mau humor, fadiga, dor física inexplicável e pensamentos suicidas. Sintomas de ansiedade incluem frequentemente: agitação, impaciência, rigidez muscular, dificuldade para respirar e dor de cabeça.

Consulte um médico. O seu médico de família pode diagnosticar e tratar a depressão e ansiedade. No entanto, pode sentir-se mais confortável se acompanhado por um psiquiatra ou terapeuta, para cuidados mais especializados.

Procure o apoio da família e dos amigos. Ter alguém com quem conversar regularmente sobre os seus pensamentos e sentimentos pode ajudar a superar parte do problema.

Siga à risca as indicações do médico. Tome os medicamentos prescritos para aliviar os sintomas de depressão e ansiedade. Mesmo que comece a sentir-se melhor, não pare de tomar os seus medicamentos, a menos que instruído a fazê-lo por um médico ou outro profissional de saúde.

Informe-se e eduque-se acerca da depressão e ansiedade. Saber com o que está se lidando pode ser uma grande ajuda para superá-lo melhor.

Mantenha o seu corpo ativo. Comece por implementar na sua vida a prática de exercício físico, pois não só vai notar melhorias a nível mental, como também físico. Se não está habituado a fazer exercício, comece aos poucos e vá aumentando conforme o seu corpo lhe for permitindo.

Saia de casa. Distraia a mente. Viaje e faça aquilo que mais gosta. Conheça novas pessoas e faça novas amizades. Manter a mente ocupada é fundamental para conseguir superar a depressão e reduzir a ansiedade.

Estabeleça metas realistas que sabe que pode alcançar. Avance um passo de cada vez. Crie uma lista de prioridades e foque-se naquilo que é mais importante primeiro. Atingir os objetivos a que se pressupôs vai dar-lhe um sentimento de realização pessoal, que o irá ajudar a superar problemas.

Evite tomar decisões importantes em momentos em que se sente ansioso ou deprimido. Discutir mudanças de carreira ou na relação com um amigo ou membro da família, pode ajudar a traçar alternativas mais adequadas.

Evite álcool e drogas. Este tipo de substâncias apenas servem para piorar os sintomas de depressão e ansiedade a longo prazo.
(fonte:Vida de Qualidade)



Fraternos Abraços



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Grata pelo contato.
Responderei brevemente.
Fraternos Abraços